Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rapariga com Sol

" Há pessoas que transformam o Sol numa mancha amarela, mas há aquelas pessoas que fazem de uma simples mancha amarela o próprio Sol " Pablo Picasso

Rapariga com Sol

" Há pessoas que transformam o Sol numa mancha amarela, mas há aquelas pessoas que fazem de uma simples mancha amarela o próprio Sol " Pablo Picasso

Perante os Factos...

12.06.20, Margarida
" Duas coisas são infinitas, o universo e a estupidez humana. Mas, no que respeita ao universo, ainda não adquiri a certeza absoluta " Albert Einstein. Quem foi o filho de "##### " que pintou a estátua de Padre António Vieira ? Hein... hein...? Queiram ou não, cada um por si continua com a mesma cor de pele, lógico. Ás riscas não conheço, agora estupidez humana não tem fim.  Constatação infalível: No fim vai ficar tudo igual, como é desde o principio do mundo. Eu sou (...)

Maya Angelou

09.06.20, Margarida
Hoje liguei a Televisão mais cedo. Tenho andado todo o dia a cantarolar, coisa rara em mim, está um Santo para cair do altar. Talvez por isso, liguei mais cedo a Televisão, devia estar à espera de um concerto, mas não.... O que vi foi uma tragédia, transformada em aproveitamento de uns quantos e mais não digo. Então lembrei-me de ti Maya Angelou, a vida tentou assassinar-te de muitas maneiras, mas tu decidis-te viver a vida como uma professora activista, como uma guerreira que (...)

Perguntas estúpidas, respostas traumatizantes.

02.06.20, Margarida
# MammilariaCamptotricha   Entro no quarto e encontro o homem; semblante pensativo e sorriso pardo. Pergunto: Em que estás a Pensar ? Resposta: Na Sofia Loren com uma camisola preta de gola alta !!!! Virei costas e nem respondi, mas deve ter ficado trauma. Sempre que arrumo gavetas, encontro 4 ou 5 camisolas pretas de gola alta que nunca visto.

É inútil e pouco recomendável.

31.05.20, Margarida
Parei a escrita. Fiz luto por alguém que partiu cedo demais, não conhecia pessoalmente, mas sabia do seu coração maior, a escrita sempre o revela. Depois fui esquecendo até do blogue, isto de escrever tem fases, isto do silêncio quer-se interior, alheio ao ruído externo e que ruído por aí vai. Então falar de quê? Seria mau recomeçar com assuntos correntes destes dias de perfídia, angustia para muitos, eu acho melhor perfídia. " Muita parra e pouca uva" U.S.A. a ferro e (...)

Show Women In The Last Age

18.03.17, Margarida
Divertes-me, não é recente o fenómeno. Fico de meio sorriso divertido ao olhar os mesmos gestos de fingido espanto, boca aberta em ó como se não delirasses com elogios e te sentisses indigna deles. Mentira, adoras ser bajulada, és fanática dos teus gestos oblongos, arranques dramáticos desse corpo avantajado que Deus te deu. Fico a olhar o revirar das tuas mãos e lembro-me da bruxa de Into The Woods. O máximo que dou a título póstumo em relação ao teu amanhã é uma banana.  

Como Assim?

09.03.17, Margarida
Não entendo esta dos dias marcados para ser algo. Também não compactuo nesse tal dia da mulher, me lembrar de outra senão eu. Eu nunca quis igualdade com ninguém, muito menos com homens,somos diferentes e ainda bem que o somos e também não quero ser igual a outra mulher, porque cada uma por si é única e perfeita á sua maneira, cada uma com sua historia pessoal e todas juntas sendo um círculo centrado oculto e perfeito, que emerge do coração universal que nos envolve. Dias (...)

8 de Março

08.03.17, Margarida
  A EXALTAÇÃO DA PELE   Hoje quero com a violência da dádiva interdita. Sem lírios e sem lagos                                       e sem o gesto vago                                           desprendido da mão que um sonho agita.         Existe a seiva. Existe o instinto. E existo eu                        suspensa de mundos cintilantes pelas veias                           metade fêmea metade mar como as (...)

Eu é que sou a dona da artrite.

03.03.17, Margarida
Ando aos poucos  a convencer-me que estou velha. O meu infinito, fina-se no espaço limitado dos meus joelhos. Para que conste, auto-medico-me e assim vivi saudavelmente e confortável nos últimos dez anos de vida, mas, desta vez, fui ao médico porque achaque sobre achaque custa. Erro meu, má fortuna...Resultado da pesquisa: Electrocardiograma, perfeito. Coração de miúda que sempre fui. Análise ao sangue, vermelho, viscoso quanto baste, nada errado a assinalar. --Então boa (...)

Perfídia!

17.02.17, Margarida
  e sem te dizer porquê junto aqui azul ferrete maracujá uva passa e uma lágrima de apache p'ra proteger a cabeça não vás ficar marafado por te enfiar o barrete Perfídia! Ontem mesmo assim o disse, e vens tu com uva-passa roubar as letras, conspurcar-me a intenção, lamber-me os pés como um cão. Torço-me de tanta dor dos joanetes da alma, cabeça rodopiando para fugir ao barrete que carece compostura e algum azul ferrete para compor a figura. Assunto encerrado, e (...)

Sempre que te vejo fico nauseada.

16.02.17, Margarida
Porque o céptico é frequentemente um sensível que usa uma máscara, formula, autoconhecimento, piadola pidesca, que julga inteligente astuta e reprimidora, eis que aqui reproduzo um dos cinco comentários feitos no mesmo dia 13 deste mês de Fevereiro pelo Senhor Manuel Luis Pereira Rodrigues. " Mais sorte tenho eu! Viajo entre o sul e a cidade de Coimbra. Ó margarida é tão moroso este copiar caracteres! Bjs"   Agora nós outros.   Ainda estou fotofóbica, falo clinicamente (...)